sábado, 11 de fevereiro de 2012

Deliciosa rotina


Porque a dona do meu coração é profissional de saúde, trabalha aos sábados com frequência. Tal facto obriga-nos a almoçar fora. Durante a maternal ausência criamos rituais. Os desenhos animados no Disney Channel, o leite, as bolachas de água e sal "com um bocadinho de foie gras", a caminhada até ao restaurante, conversando. Momentos em que tenho a filha só para mim. Não são idílicos, discutimos muitas vezes, mas semelhantes no carácter, de explosão fácil e perdão ainda mais rápido, após uma peixeirada logo voltam os beijos e abraços.

Como guloso confesso, sábado é o meu dia de francesinha. Generosamente regada de molho a que acrescento uma gotas de Tabasco. Acompanhada de três princípes, ocasionalmente uma mousse de chocolate partilhada. Após o regresso a casa, uma sesta retemperadora. Os meus sábados não estão completos quando me falta esta rotina.

11 comentários:

Fenix disse...

Olá!

Tive de chamar a minha filha para ler este post, pois a relação dela com o pai é igualzinha (ela faz 14 anos este mês e o pai faz 40 anos este ano!

Já agora e como também apreciamos muuuuuito francesinhas, não quer partilhar connosco o lugar onde se "banqueteia"?! É que presumindo que o Fernando sabe comer, gostava de experimentar para comparar.

Eu gosto das que se fazem no café Transturística, ali perto da rua de Camões.

Boa sesta (mas cuidado com a digestão)! ;-)

Abraço

Fernando Lopes disse...

Ana,

Acho que os filhos têm três componentes interessantes. A sua personalidade e uma parte que herdam dos pais e mães. É giro porque gera um cocktail de vontade própria e gestos e atitudes que reconhecemos como nossas ou do outro progenitor.

A minha opção prende-se com três factores:
- Ter sala de fumadores
- A proximidade
- O preço

Costumo ir ao Sabor Atlantiko, no cruzamento da Constituição com Oliveira Monteiro.
Tem de pedir o pão torrado, senão servem-lhe em pão normal, não acho a mesma piada. É uma pizzaria, hamburgeria, cervejaria, restaurante que tem a vantagem de ser muito em conta.

Sem "restrições orçamentais" as minhas preferidas são as da Galiza, extremamente picantes e precedidas de uma salada de búzios.
Agora vou almoçar que já são horas!! ;)

Abraço,

Fenix disse...

Thanks a lot! ;)

Carlos Azevedo disse...

Dois comentários:
- dizes que sem essa rotina os teus sábados não estão completos, donde se retira que os teus sábados não estão completos sem a dona do teu coração a trabalhar (o facto de ela não abandonar o teu coração é um mistério :-);
- as francesinhas que referes não são más, mas não se comparam às do Café Santiago, em frente ao Coliseu do Porto (o recheio é banal, mas, para mim, o segredo de uma boa francesinha é o molho).

Abraço!

Fernando Lopes disse...

Carlos,

Só agora acordei da sesta! :)

- ao fim de 19 (dezanove) anos de casado, uma pausa na doce tagarelice da minha amada é bem-vinda!

- a procura do santo graal das francesinhas é uma demanda que estou disposto a executar. Prefiro as das cervejarias do Campo Alegre, mas meu amigo, é combinar, e fazemos uma pesquisa, exaustiva e científica. Melhor pensando, que tal afinarmos estratégias e metodologias enquanto comemos uma?

Abraço

Fenix disse...

Desculpem meter-me na conversa, mas hoje inspirada pelo post, pus-me à procura na net e dei com este site:

http://www.projectofrancesinha.com/

Bom proveito!

Fernando Lopes disse...

Ana,

Been there. Perdi quilómetros em Gaia (que conheço mal) para dar com esta tasca. Fico triste por alguém já ter iniciado o projecto, com site e tudo, mas analisando bem, poupo umas massas, o fígado e o rabo. Boa dica, vou analisar a fundo como o site merece. Obrigado!

Abraço,
Fernando

Carlos Azevedo disse...

Fernando,

a da Duvália é muito boa! Quanto à demanda, com certeza; porém, uma condição: começamos pelas do Santiago, após comermos um delicioso cachorrinho numa espelunca que fica junto à Praça da Batalha, mais precisamente em frente à Ordem do Terço.

Abraço.

Fernando Lopes disse...

Palavra do senhor! :)

Psicanalista disse...

Perdão pela minha intromissão..
Café Santiago?puro marketing.
Galiza, sem dúvida as melhores,
com um molho (e ingredientes)
excelentes.

Fernando Lopes disse...

Meu caro(a),
É como a procura do Santo Graal, demanda sem conclusão. Se perguntar a 10 pessoas diferentes obterá 10 respostas diferentes. Este blog está moro há quatro ou cinco anos,
Vá antes a http://diariodopurgatorio.com

Abraço,

Enviar um comentário

A minha alegria são os teus comentários. Simples ou elaborada a tua opinião conta. Faz-te ouvir! Comenta!